Inaugurada há 2 anos, escola pública no municipio de Nobres já deve passar por reforma

A Seduc informou que há alguns dias equipes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb), ligado ao Ministério da Educação (MEC), e da própria secretaria estadual (continue lendo)...

Vereadores de Nobres pedem afastamento do presidente da Câmara

Uma avalanche de denuncias contra o atual presidente foi protocolada nos últimos meses (Continue Lendo)...

Desmaio de vereador e palavrões: Crise atinge Câmara Municipal de Nobres

O apogeu da crise aconteceu nesta semana quando o vereador Silvestre da Silva Campos (PR) usava a tribuna da casa. Ele teve o microfone cortado .... CONTINUE LENDO

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Fenda expõe má qualidade de obra na BR-163/364 entre Nobres e Posto Gil

Uma rachadura no asfalto da rodovia BR-163/364, entre Posto Gil e Nobres, região Médio-Norte de Mato Grosso, na altura da Serra da Caixa Furada, além de favorecer graves acidentes, coloca em dúvida a qualidade do asfalto usado na obra de duplicação feita pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) no trecho de 45 km de extensão e que está custando R$ 227 milhões aos cofres públicos. 

O Dnit chegou a anunciar como uma importante peculiaridade do empreendimento o fato de o trecho da serra, que tem nove quilômetros de extensão, ter recebido pavimento em concreto, o que seria para melhor atender ao tráfego intenso de cargas, que geralmente ocorre em baixa velocidade. “O pavimento rígido garante mais tempo de vida útil à rodovia”, proclamou o Dnit.

No entanto, a enorme fenda que se abriu na pista revela que não houve a devida preparação do barranco para o recebimento da obra, que não está totalmente concluída conforme o previsto. 

Até agora está pronta a nova pista com duas faixas de rolamento com 3,6 metros de largura e acostamento de 3 metros. A pista antiga foi restaurada e alargada. Porém, a empreiteira contratada pelo Dnit ainda não concluiu a construção de três viadutos. 

As obras estão em ritmo lento na travessia urbana de Rosário Oeste (entroncamento com a rodovia MT-010); outro no acesso ao município de Nobres (encontro com a MT-241) e o terceiro na localidade do Posto Gil (entroncamento com a BR-364, em direção a Diamantino).

O governador Silval Barbosa chegou a levar a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para vistoriar o andamento das obras de duplicação da BR-163 na altura da Serra da Caixa Furada. Na oportunidade, também visitaram o canteiro de obras da empresa Sanches Tripoloni, responsável pelos trabalhos, e conversou com o engenheiro responsável, Thiago Fernando Rocha.


“O trecho da serra é feito em concreto, o que garante uma maior resistência ao piso”, comentou a ministra, que inclusive chegou a destacar o pioneirismo no uso de coberturas infláveis para proteger as obras das chuvas. "Essa é uma demanda antiga da construção civil. Como fazer obras durante o período de chuvas. Este é um primeiro teste e acredito que vai levar a uma melhora na construção de rodovias no Brasil", disse Miriam Belchior, o que, no entanto, não impediu a rachadura na pista de concreto.

Um dos viadutos construídos pelo Dnit na região de Nobres está pronto há bom tempo, mas ainda não foi liberado porque houve erro de cálculo do peso que trafegaria pelo local e dos pilares necessários para suportar a carga, e agora a empresa contratada está fazendo enchimentos para deixá-los mais largos, como mostra esta foto enviada ao Circuito Mato Grosso por um leitor.



Por: http://www.circuitomt.com.br/editorias/cidades/41834-fenda-expoe-ma-qualidade-de-obra-na-br-163.html

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Inaugurada há 2 anos, escola pública no municipio de Nobres já deve passar por reforma

A Escola Estadual Marechal Cândido Rondon, na comunidade Coqueiral, na zona rural de Nobres, a 151 km de Cuiabá, precisa passar por reforma. A obra foi entregue à população há dois anos, porém, a empresa contratada para executar o projeto teria utilizado materiais de má qualidade e ainda não teria cumprido com as exigências previstas no contrato. Por conta disso, segundo a Secretaria de Educação de Mato Grosso (Seduc), deve ser realizada uma nova licitação para a contratação de outra empresa para os reparos necessários.
A Seduc informou que há alguns dias equipes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb), ligado ao Ministério da Educação (MEC), e da própria secretaria estadual fizeram uma vistoria na unidade e constataram os problemas denunciados pelos moradores. Essas equipes elaboraram um relatório, contendo documentos sobre a construção da escola, e o encaminhou à Procuradoria-Geral do Estado (PGE).
Conforme a Seduc, a empresa contratada, que recebeu o dinheiro mesmo não tendo concluído devidamente a obra, deverá ser acionada para ressarcir os cofres públicos. Um dos problemas apresentados foi no telhado, em que parte já teria caído, segundo a assessoria da própria secretaria.
A fossa da escola é outro problema grave. Um morador da comunidade, que pediu à reportagem para não ter o nome divulgado, disse considerar absurdo o fato de uma escola nova como essa não ter uma fossa coberta. Reclama que a fossa fica perto das salas de aula e põe em risco a vida dos alunos. "A fossa da escola desabou e está com o esgoto a céu aberto do lado da sala dos alunos, correndo sérios riscos", avaliou.
Nesse caso da fossa, de acordo com a secretaria, não se pode liberar a verba emergencial de R$ 14,5 mil, em que não se exige licitação, porque não resolveria o problema, já que há outros reparos que necessitam ser feitos.
Fonte: http://www.cbnfoz.com.br/editorial/brasil/mato-grosso/05042014-120076-inaugurada-ha-2-anos-escola-publica-de-mt-ja-deve-passar-por-reforma

Vereadores de Nobres pedem afastamento do presidente da Câmara

Descontentes com a forma que o presidente da Câmara de Nobres, vereador Ralide Andrade(PDT), vem administrando a Casa de Leis, oito vereadores aprovaram durante sessão extraordinária na manhã desta sexta-feira,04, o afastamento do pedetista.

O legislativo de Nobres enfrenta há meses situações de brigas e desentendimentos entre os parlamentares, uma verdadeira torre de Babel.

Uma avalanche de denuncias contra o atual presidente foi protocolada nos últimos meses no Ministério Público e no Tribunal de Contas e estão sendo apuradas.

Ralide ainda é acusado de agressão a um servidor efetivo da Câmara e de retirar do plenário o vereador Silvestre Campos durante a última sessão.

Ralide Andrade foi afastado das funções de presidente por 120 dias até que as denúncias sejam apuradas. Em seu lugar, assume o vereador Manoel Fermino (DEM) primeiro vice-presidente da Casa.

Os parlamentares já instalaram uma comissão que irá investigar as denúncias contra o presidente afastado.

Outro lado 

O irmão de Ralide, o advogado Emerson Andrade disse ao VGNews que o presidente é vítima de uma campanha difamatória, e acusa o prefeito Gilmar Sebastião de manobra para tirá-lo da presidência.

Nota do Advogado - Emerson Andrade
Na qualidade de Advogado do vereador Rallide, primeiramente, quero agradecer ao espaço visando esclarecimentos sobre a suposta sessão que afastou o Presidente do Legislativo.

Ressaltamos que o Presidente não está afastado! Permanece no cargo.

Salienta-se que o Nobre vereador Odson Araújo procurou o presente, nesta manhã (04.04), dizendo que os vereadores convocaram uma sessão extraordinária para tratar do Requerimento 001/2014, dizendo que tal instrumento estava anexado na convocação. Conferimos o documento fornecido pelo Edil e verificamos que não havia anexação do Requerimento 001/2014.

O Requerimento 001/20014 refere-se a instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI, em virtude da ausência de encaminhamento dos balancetes por parte do Executivo Municipal, que foi aprovado na sessão anterior. Desta forma, o Presidente realçou ao vereador Odson que tal documento estava deliberado. Havendo concordância neste sentido.

Que tal fato foi reafirmado de maneira "justa" pelo vereador Odson perante os presente após a suposta sessão de afastamento.

Outrossim, ficamos surpresos pela notícia que o Presidente foi afastado, inexistindo NENHUMA convocação sequer para a abertura de procedimento.

O art. 95 § 1º do Regimento Interno expressa que: § 1º - As sessões serão convocadas, em qualquer caso, com antecedência mínima de dois dias de sua realização e, no ato convocatório, encaminhar-se-ão cópias das matérias objeto da convocação.

Segundo, inexiste tanto na Lei Orgânica quanto Regimento Interno quaisquer disposições sobre afastamento de membros da Mesa Diretora.

Terceiro, no próprio Decreto 201/67 que trata de julgamento de agentes políticos, foi revogada a disposição de autorizava afastamento de vereador.

Quarto, o vereador Joel Júnior estava ausente e não recebeu quaisquer convocação.

Quinto, o próprio Vice-Presidente e amigo Manoel Firmino, afirmou perante a TV local que sequer sabia o tema da reunião e nada assinou.

Desta forma, simplesmente não existiu a sessão, sendo NULA de PLENO DIREITO e o Presidente continuará serenamente exercendo as suas funções.

Recentemente foi aprovado o Requerimento em face do Poder Executivo, fazendo cobrança a falta de ENVIO de balancetes para o Poder Legislativo, cujo fato, cremos que trata-se de possível retaliação, tendo em vista flagrante orientação da sessão por parte dos advogados do Município, devidamente fotografado.

Ressaltamos que o Relatório Técnico (TCE/MT) acerca das contas do Presidente é favorável a aprovação, inexistindo quaisquer temores acerca de supostas irregularidade, tão somente expressamos que "ninguém será considerado culpado antes do trânsito em julgado do processo"

Respeitamos todos os vereadores, eis que a Câmara deve sempre proferir suas decisões com prudência, serenidade e imparcialidade, perquirindo atentamente os fatos e analisando as razões de sua existência. Todos os vereadores, agindo como julgadores, assemelham-se aos magistrados e como tais devem ser razoáveis neste mister, com a consideração de todos as características e todos os consectários.

A ampla defesa e contraditório são princípios constitucionais.

O Presidente foi o mais votado na cidade e segundo no município, obtendo 500 votos de confiança, legitimamente foi sufragado Chefe do Poder Legislativo, este fato, por si só homenageia a Democracia e impede possíveis incursões, permanecendo sempre a vontade popular e dos próprios pares.

"Há que endurecer-se, mas sem jamais perder a ternura." (Che Guevara)

Prontos para o diálogo, reafirmamos a crença na equidade, justiça e imparcialidade.

Que Deus abençoe a todos.

Fonte: MT Agora - VG News


Roma Turismo (Nobres)
Charge da semana por todo o Brasil