Moleques de 16 anos podem tudo, só não podem trabalhar.


2 adolescentes infratores que fugiam da Polícia, no bairro Shangrilá, em Cuiabá. Segundo a Polícia, os adolescentes de 17 anos roubaram uma caminhonete no bairro e fugiram em alta velocidade, por volta das 21h de sexta-feira (4).

Na fuga, eles provocaram o acidente que matou Rosimeire Maria Luz, 44, Andréia Patrícia Luz, 25 e a menina de 3 anos, Aniee Proença Luz de Arruda, no bairro Dom Aquino. 

O impacto da batida foi tão grande, que a criança foi arremessada para fora da motocicleta e foi parar no telhado de uma casa. Uma policial civil que chegou ao local do acidente para registrar a ocorrência era parente das vítimas.
Os 2 adolescentes foram apreendidos e encaminhados para a Central de Flagrantes da Capital. Eles não sofreram nenhum ferimento e mais tarde foram levados para a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA). As vítimas, avó, tia e sobrinha, estão sendo veladas na Campela Jardins, na Capital e devem ser enterradas às 17h no Cemitério Parque Cuiabá.

Enquanto tivermos o tal do ECA, Estatuto da Criança e do Adolescente vigorando da forma como está, vamos continuar assistindo bandidos travestidos de menores, ou vice e versa, pintando e bordando e impunes por ai. Já virpu rotina. Todos os dias há casos em que pessoas morrem, são violentadas, assaltadas, espancadas e sempre há menores envolvidos e nada acontece. Ou a lei muda, ou a vida nas grandes e médias cidades vai ficar insuportável.


Só nesse acidente três pessoas da mesma família, sendo avó, filha e neta de 3 anos, foram atropeladas e mortas por quatro assaltantes que tentavam fugir de um roubo a residência. Conduzindo uma L200 roubada, os assaltantes atropelaram a avó, a filha de 24 anos e a neta de 3 anos. As três morreram na hora, com o impacto, a criança foi arremessada para um telhado de uma residência. Dois dos assaltantes são menores.
Um moleque de 16 anos pode votar, pode engravidar uma mulher, pode matar, roubar e nada acontece. Ele só não pode trabalhar, as Ongs e o Governo veem isso como exploração de menores. É o fim da picada. 

Do Reporter MT e Gazeta Digital
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario