Recuo de Galindo e rombo na Conta Única "agitaram" o cenário

O depoimento da ex-chefe da Conta Única do Estado Magda Curvo foi revelador e comprometeu o alto escalão da Sefaz. Ela disse que o secretário de Fazenda Edmilson Santos autorizava pagamentos, que foram classificados por ela como “absurdos”. Em contrapartida o governador Silval Barbosa (PMDB) defendeu o secretário.


O prefeito Chico Galindo
O prefeito Chico Galindo (PTB) finalmente anunciou sua decisão ao partido. Ele não será candidato à reeleição neste pleito. O partido, inconformado com a decisão do Chefe do Executivo, tentou emplacar a primeira-dama Norma Galindo na disputa. O PSD diz que vai priorizar a eleição dos vereadores, mas está se organizando para tentar viabilizar o nome de Carlos Brito para enfrentar a disputa pelo Palácio Alencastro.

Esta semana o bicheiro Carlinhos Cachoeira esteve na CPI que investiga a ligação do contraventor com políticos, mas o acusado não falou uma só palavra que pudesse ser usada como esclarecimentos. Ele preferiu usar seu direito constitucional de permanecer calado. O deputado gaúcho Onyx Lorenzoni (DEM-RS) quer convocar Luiz Antônio Pagot para uma acareação com o Cachoeira.

Confira essas e outras notícias políticas importantes da semana que passou.

Conta Única
Ex-chefe da Cota Única de Mato Grosso a funcionária pública Magda Curvo, acusada de chefiar um esquema que deu um prejuízo de R$ 12,9 milhões ao Estado, se apresentou à Polícia Judiciária para prestar depoimento. Leia mais AQUI.
Magda Muniz


A ex-coordenadora da Conta Única do Estado, Magda Mara Curvo Muniz, prestou depoimento, por mais de oito horas e negou a participação no esquema fraudulento, que desviou, pelo menos, R$ 12,8 milhões dos cofres públicos. Leia mais AQUI.

Eder Moraes
O ex-secretário de Estado de Fazenda Eder Moraes deverá ser indiciado pela prática de crime de improbidade administrativa no processo que investiga emissão irregular de cartas de crédito pelo governo do Estado. Leia mais AQUI.

Magda Curvo Muniz disse em seu depoimento que a bagunça e a desorganização da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) são favoráveis à prática de fraudes que resultam no desvio de dinheiro público. Leia mais AQUI.

Magda disse que as provas do desfalque de R$ 12,8 milhões nos cofres públicos foram destruídas pelos funcionários terceirizados da Secretaria de Fazenda, Glaucyo Fabian Oliveira Nascimento Ota e Paulo Alexandre França. Ambos eram subordinados à própria Magda. Leia mais AQUI.

O governador Silval Barbosa informou que vai mandar apurar qualquer irregularidade cometida por membros do seu governo no caso dos desvios da Conta Única do Estado. Ele garantiu que os culpados pagarão pelos erros, após ser questionado sobre as declarações de Magda, que apontou uma suposta ligação dos secretários Edmilson Santos (Fazenda) e José Lacerda (Casa Civil) com o esquema que fraudou em R$ 12,8 milhões as contas públicas em Mato Grosso. . Leia mais AQUI.
Governador Silval Barbosa


O ex-secretário de Estado Fazenda Eder Moraes, que também passou pela Casa Civil e Secopa, afirmou que não teme qualquer tipo de investigação em relação à sua gestão. Atualmente, ele é investigado pela Delegacia Fazendária no caso que envolve a emissão de cartas de crédito pelo governo do Estado - e também foi citado no depoimento da ex-coordenadora da Conta Única do Estado, Magda Mara Curvo Muniz. . Leia mais AQUI.

Chico Galindo e a mulher Norma Galindo
Eleições

O prefeito Chico Galindo não será candidato à reeleição ao Palácio Alencastro nas eleições deste ano. A decisão foi anunciada pelo próprio chefe do Executivo Municipal após reunião com a cúpula da Executiva do PTB da Capital. Leia mais AQUI.

O Partido Social Democrático (PSD) instalou em Cuiabá sua ala jovem e anunciou uma série de viagens pelo interior para estimular a participação política. A presidência do PSD Jovem Estadual foi assumida por Janaína Riva Moreira Lima, considerada a herdeira política do pai, o deputado estadual José Riva (PSD). . Leia mais AQUI.

O defensor público licenciado Djalma Sabo Mendes admitiu, em entrevista ao MidiaNews, que pode voltar às atividades na Defensoria Pública de Mato Grosso e concorrer às eleições para o comando da instituição, marcadas para novembro deste ano. Leia mais AQUI.
Reprodução
Djalma Sabo Mendes


O empresário Dorileo Leal, pré-candidato à Prefeitura de Cuiabá pelo PMDB, revelou que a cúpula do partido já foi procurada, em várias oportunidades, pelo empresário Mauro Mendes, num processo de articulação de apoio à sua candidatura ao Palácio Alencastro pelo PSB. Segundo Dorileo, Mauro já conversou com o governador Silva Barbosa e também consultou o senador Blairo Maggi. Leia mais AQUI.

Pré-candidato Dorileo Leal
Sem poder contar com o prefeito Chico Galindo na disputa pela reeleição, o PTB de Cuiabá aposta no nome da primeira-dama Norma Sueli Galindo para entrar na corrida eleitoral. Leia mais AQUI.

Após conseguir o apoio do prefeito Chico Galindo e, consequentemente, da máquina governamental para disputar a Prefeitura de Cuiabá, o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) saiu em busca do apoio de outros partidos para ampliar seu arco de alianças e, assim, viabilizar sua candidatura. Leia mais AQUI.

A partir da decisão do prefeito Galindo de descartar o projeto de reeleição, a cúpula do PSD passou a trabalhar com a possibilidade de lançar a candidatura do secretário municipal de Comunicação, Carlos Brito, à Prefeitura da Capital. Leia mais AQUI.

Por 5 votos a 1, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) inocentou o governador Silval Barbosa (PMDB) e o vice-governador Chico Daltro (PSD) da acusação de abuso de poder econômico. Leia mais AQUI.

Caso Cachoeira
O tão esperado depoimento do bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, se transformou em uma espécie de “circo”, transmitido ao vivo por várias emissoras de TV do país. Orientado por seu advogado, o ex-ministro da Justiça Márcio Tomaz Bastos, o bicheiro não respondeu nada. Ele se vale de prerrogativa constitucional de “permanecer em silêncio” e “não produzir provas contra si” (coisas do Brasil...). Leia mais AQUI.
Reprodução
Cachoeira e seu advogado, o ex-ministro Márcio Thomaz Bastos


Senador Pedro Taques
Para o senador Pedro Taques (PDT), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os negócios ilegais de Carlinhos Cachoeira deveria se pautar pela análise de documentos, em vez de focar nos depoimentos. Leia mais AQUI.

O deputado gaúcho Onyx Lorenzoni (DEM-RS) quer convocar o mato-grossense Luiz Antônio Pagot para uma acareação com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os negócios ilegais do bicheiro. Leia mais AQUI.

A intervenção judicial da Delta Construção e o bloqueio dos bens da empreiteira foram pedidos por meio de medida cautelar na Justiça Federal do Distrito Federal, pelos senadores Pedro Taques (PDT-MT) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e pelo deputado Miro Teixeira (PDT-RJ). O documento foi distribuído ao juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira, da 14ª Vara no DF. Leia mais AQUI.

Do Midianews.com.br
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario