Médicos da rede pública de Saúde em VG preparam greve geral

Os médicos de Várzea Grande voltarão a cruzar os braços na próxima segunda-feira (11), em protesto pelo não cumprimento dos acordos firmados em 2011, entre a Secretaria Municipal de Saúde e a categoria. A informação foi passada ao MidiaNews pelo Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindmed).

No total, 350 médicos que atendem pela rede pública de Várzea Grande devem aderir ao movimento.

A decisão foi tomada em assembleia-geral extraordinária, realizada na noite de segunda-feira (4), no Pronto-Socorro do município, e que contou a presença de dirigentes do Sindmed e de representantes do Ministério Público Estadual.

Com a paralisação dos serviços em Várzea Grande, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) serão, mais uma vez, prejudicados. E o sistema de aúde da Capital deverá sofrer uma superlotação, enquanto durar o movimento grevista.

Policlínicas e Postos de Saúde da Família (PSFs) também deverão ter o atendimento comprometido.

De acordo com o Sindmed, os atendimentos de urgência e emergência serão mantidos, bem como 30% do efetivo continuarão prestando atendimento nas unidades conveniadas à rede pública de Saúde.

A categoria reclama de atraso no pagamento de verbas indenizatórias relativas a novembro e dezembro de 2011 e janeiro e fevereiro deste ano; da regulamentação da Lei 3.723/2012, que substitui as verbas indenizatórias e, por consequência, reduz o vencimento dos médicose melhores condições de trabalho.

Os médicos pedem ainda pela regularização no pagamento de hora-extra diurna e noturna, adicional por tempo de serviço, adicional de insalubridade e 1/3 de férias, bem como convocação dos aprovados em concurso público.

Do: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario