PM evita rebelião e estoura boca-de-fumo em presídio na Capital

Mais de 70 detentos da Ala D, da Cadeia Pública do Carumbé, no bairro do mesmo nome, em Cuiabá, se rebelaram, no começo da noite de quarta-feira (13).

O protesto começou após policiais militares iniciarem uma revista nas celas, a pedido da direção, uma vez que havia a suspeita de que havia entorpecentes com os detentos.

Os presos das celas 11, 12 e 13 se armaram com pedras e pedaços de madeira, que foram arremessados contra os PMs.

A confusão aumentou e os policiais tiveram que fazer uso de munição antimotim e também de gás de efeito moral para conter a rebelião.

Após acalmar os ânimos, os presos foram transferidos para outra ala e, na revista, os policiais e os agente prisionais apreenderam 36 trouxinhas de pasta-base de cocaína e dois tabletes do mesmo entorpecente, totalizando 100 gramas.

“É mais uma boca-de-fumo estourada dentro do presídio”, disse um policial envolvido na operação.

Todo o material apreendido foi encaminhado para o Plantão Metropolitano da Capital. Os policiais encaminharam também uma lista com o nome dos presos que estavam nas três celas e participaram da rebelião.

No entendimento dos policiais, a droga chega sempre com visitas, que escondem o entorpecente nas partes ítimas e em alguns objetos, driblando a fiscalização.

Presídio Feminino

Na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, policiais militares que ficam na torre de vigilância localizaram uma sacola com um celular, quatro carregadores e também dois tabletes de maconha. A apreensão ocorreu no início da tarde de quarta-feira.

O entorpecente, o celular e os acessórios estavam numa sacola plástica jogada de fora para dentro do muro. Ela foi localizada no pátio externa do presídio.

Os policiais acreditam que a sacola tinha destino certo. Alguma detenta iria buscá-la, mas os policiais se anteciparam e apreenderam o material.

Por: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario