Pressão do PSD leva Silval a fazer mudanças no Governo

A reforma administrativa do Estado, que vem sendo defendida pelo PSD, principalmente pelo secretário-geral do partido, o presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PSD), e outros líderes como o deputado estadual Romoaldo Júnior (PMDB), caminha para sair do papel.

Em reunião, na tarde desta terça-feira (5), e que contou com a presença do secretariado e de quase todos os deputados estaduais, Riva sugeriu ao governador Silval Barbosa (PMDB) que fosse formada uma comissão com membros dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para debater uma reformulação que envolva todos os níveis do Estado.

“Será uma comissão com um membro de cada órgão, para levantar os custos do Estado e avaliar onde pode ter redução”, explicou Riva, em entrevista coletiva, ao final da reunião. O governador acatou a proposta e indiciará um nome do Executivo para compor a comissão. No entanto, ainda não foi estipulado nenhum prazo para início dos trabalhos.

Ao MidiaNews, Riva adiantou que a Assembleia indicará um servidor da Casa para compor o grupo. “Indicaremos um técnico que trabalha na Assembleia, mas ainda não temos nenhum nome, pois isso será discutido no colegiado de líderes. Não adianta colocar um deputado, que não vai ter tempo de fazer o estudo como ele deve ser feito”, observou o parlamentar.

O líder do Governo na Assembleia, Romoaldo Junior, informou que o objetivo principal é reduzir o tamanho da máquina governamental. Entre as medidas que serão estudadas pela comissão, está a redução de cargos de confiança e a fusão de secretarias. No entanto, ele se esquivou de opinar sobre quantos cargos poderiam ser cortados, ou quais secretarias poderiam ser fundidas.

O deputado lembrou que, quando sugeriu alterações nas secretarias de Cultura e de Esportes, no ano passado, despertou muita polêmica. Ele disse que a extinção dessas secretarias seria muito difícil.

No entanto, já ficou definida a extinção da Secretaria da Logística Intermodal de Transportes, comandada por Francisco Vuolo (PR). Com a saída do republicano para disputar a Prefeitura de Cuiabá, a pasta será transformada em uma coordenadoria ligada à Secretaria de Transportes e Pavimentação Urbana, comandada por Arnaldo Alves (PR).

Romoaldo acredita que o Executivo e o Legislativo são os que mais podem cortar gastos com a reforma.

“A meu ver, o Tribunal de Justiça não tem o que reduzir, pois precisamos é de mais juízes. Mas, os outros poderes têm umas gordurinhas para cortar. Eu acho que o Estado está grande”, avaliou.

O peemedebista observou que Silval Barbosa já cortou muitos gastos do Governo. “Ele vem fazendo reformas pontuais desde a sua entrada. Já encerrou os contratos de 2 mil terceirizados”, apontou.

Do: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario