Morte de contadora expõe uma velha e constrangedora ferida

maria_380x480Com o acidente que ceifou tragicamente a vida da contadora Maria de Lourdes Tavares (foto) e de um outro ocupante de um carro com o qual o veículo em que estava dona Maria colidiu-se, o fato mostra uma dura realidade em que vive as populações de Rosário Oeste e de Nobres, a dor da espera.


Entre o momento do acidente até a espera da retirada do corpo e o translado para o local de autópsia se consumiu cerca de 20 horas, gerando constrangimento e espera demorada para o velório. Para uma população de mais de 34 mil habitantes nos dois municípios (Rosário Oeste e Nobres), não seria a hora de se contar com um médico legista em um desses municípios citados?


Infelizmente, a carência de políticos que bem representem as suas populações e o comodismo, próprio naqueles que mal se governam e são escolhidos para governar a outros, é que causam esse tipo de descaso, ainda. Essa espera para a chegada do corpo ao local onde seria velado ocorreu com uma pessoa influente, ligada ao PR (Partido da República) e gestora de um hospital particular. Dizer que isso faz parte do cotidiano dessas populações vizinhas uma da outra e salientar que isso é absurdo, não seria nada de anormal.


Resta saber até quando esses fatos vão continuar acontecendo em um estado onde só se pensa na tal Copa do Mundo e os milhões de investimentos em estruturas de interesse duvidoso e apenas para mostrar um estado rico e péssimo gastador do dinheiro público. Infelizmente, o governo Silval Barbosa ainda não disse a que veio e na área da segurança pública deixa a desejar tanto quanto na saúde pública.


Se isso não servir de alerta para que os nossos políticos tirem os traseiros achatados das poltronas e saiam em busca da exigência legal e necessária da contratação de um ou dois legistas para Nobres e Rosário Oeste, a dor e o constrangimento ainda vão continuar perdurando.
Prefeitos médicos nos dois municípios e a solução dependendo de Diamantino, município polo, quando a resposta poderia ser encontrada na atitude de nossos vereadores e prefeitos através de cobrança junto aos deputados estaduais e federais.


Oxalá esse infausto acontecimento sirva de exemplo aos nossos representantes políticos e uma solução seja encontrada e negociada.


Por: Benedito / Tribuna de Nobres
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario