Justiça Eleitoral manda tirar do ar notícia falsa

Além do site KM notícias ter que retirar do ar informação considerada inverídica, seus seguidores fizeram o mesmo ao republicarem uma notícia falsa acerca de suposto contato telefônico de um 'jornalista' com um magistrado. Segundo documento público expedido pelo Juízo da 3ª Zona Eleitoral, "Com efeito, já de início, é necessário ressaltar que a notícia, como um todo, seja em seu conteúdo, seja na forma como o seu redator narrou que foi produzida, é notoriamente falsa". (Foto/arquivo; responsável pelo site KM Notícias - Marcos Lopes).

Conforme o magistrado, o "Juízo, em especial este magistrado, em momento algum, nunca, jamais, passou qualquer informação, seja via telefone ou pessoalmente, para qualquer membro da equipe de jornalistas do mencionado site de notícias ou para qualquer outro meio de comunicação, sobre esse ou qualquer outro processo que tramita nesta Zona Eleitoral", cita.


Em documento, o Juiz Eleitoral Angelo Judai Júnior cita "que se trata de notícia 'vergonhosamente inverídica" e que tal irresponsável embuste poderá ser apurado na forma da lei.
Razão porque foi suspensa, de imediato, a notícia que anunciava punição ao candidato Gilmarzinho com multa de cerca de 150 mil reais por divulgação de pesquisa irregular.


A informação, que em momento alguma espelha a realidade, tem conotação tendenciosa e visava prejudicar a coligação liderada pelos majoritários Gilmarzinho da Ecoplan e Silvia Dalmolin, através da clara tentativa de jogá-los contra a opinião pública, fato rechaçado pela assessoria jurídica da coligação e respaldado pela resposta jurídica do Juízo da 3ª Zona Eleitoral que cita: "...; este Juízo, em momento algum, fez qualquer juízo de valor acerca de supostos vícios quanto à margem de erro dos trabalhos da aludida pesquisa". E, por final conclui que "Causa espanto o conteúdo da notícia também sob esse aspecto".


Daí, o conteúdo da notícia publicada pelo site KM Notícias ser considerada "vergonhosamente inverídica", segundo o documento expedido pelo Juízo Eleitoral da 3ª Zona.

POR: BENEDITO/TRIBUNA DE NOBRES
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario