Suspensas buscas por bando que explodiu carro forte no Médio Norte

Os trabalhos para a captura dos acusados de explodirem um carro forte, na BR-163, próximo a Polícia Rodoviária Federal no Posto Gil, na terça-feira (4), se concentram agora, nas investigações. O cabo da Polícia Militar de Diamantino, Kleber dos Santos Almeida, afirmou, ao Só Notícias, que as buscas foram suspensas. Ele apontou a falta de vestígios dos criminosos, que inicialmente teriam fugido por uma estrada vicinal que dá acesso a Santa Rita do Trivelato.

O cabo explicou que apesar da "rota" inicialmente trabalhada, as buscas também foram estendidas próximo "a um distrito de Nobres, a comunidade Coqueiral, já que havia possibilidade deles terem ido para lá, mas como não houve mais vestígios, os trabalhos foram suspensos e agora a Polícia Civil continua com a investigações". Ele apontou que na busca pela quadrilha, apenas o veículo Golf, encontrado queimado horas depois do ataque, foi recuperado. A Polícia Rodoviária Federal confirmou que o carro havia sido furtado em Cuiabá.

O grupo de assaltantes seria composto por pelo menos cinco homens. Eles pararam o carro forte fazendo disparos de fuzil, sendo atingidos o para-brisas, os vidros laterais e os pneus. Eles retiraram os vigilantes do veículo (que não se feriram) e acenderam dinamites para estourar o cofre onde estava o dinheiro. De acordo com uma fonte, extraoficialmente, haveria R$ 200 mil no carro forte.

Uma das pistas é que o bando utilizou uma caminhonete Hillux na ação criminosa. É investigado se um outro veículo também teria dado apoio na fuga.

Fonte: Só notícias
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario