Umidade relativa do ar continua baixa em Mato Grosso

Segundo Aviso Meteorológico Especial divulgado nesta segunda-feira (10), pelo Centro de Monitoramento de Risco e Desastre Dr. Domingos Iglesias Valério, vinculado à Superintendência de Defesa Civil de Mato Grosso, até a próxima quarta-feira (12) as condições meteorológicas favorecem a ocorrência de baixos índices de umidade relativa do ar.

De acordo com a previsão, nesse período, a umidade relativa do ar em todo o Estado deve ficar em torno dos 20%.

A umidade relativa do ar é a relação entre a quantidade de água existente no ar (umidade absoluta) e a quantidade máxima que poderia haver na mesma temperatura (ponto de saturação). Ela é um dos indicadores usados na meteorologia para se saber como o tempo se comportará (fazer previsões).

Os baixos índices de umidade relativa do ar causam uma série de problemas como complicações alérgicas e respiratórias, devido ao ressecamento de mucosas; sangramento pelo nariz; ressecamento da pele; irritação dos olhos; eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos e aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas.

Nessas condições, a recomendação da Organização Mundial de Meteorologia é de que sejam evitados exercícios físicos ao ar livre entre às 11h e 15 horas; umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água e, sempre que possível, permanecer em locais protegidos do sol.
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario