Cantor sertanejo é condenado a 12 anos de prisão pelo tribunal do júri

O cantor sertanejo Weliton Pereira Quebin, de 21 anos, foi condenado ontem (17), pelo tribunal do júri, a 12 anos de prisão pelo assassinato do jovem Nathan de Souza Zuppo Porto, de 28 anos.

O crime aconteceu no dia 22 de março de 2011, no Distrito da Guia (a 35 quilômetros da Capital). 

O júri foi presidido pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira. Quebin foi condenado por homicídio qualificado – motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima. 

Nathan era ex-namorado da então namorada de Quebin. Ele foi morto a facadas após o cantor encontrá-lo dormindo no sofá da casa dela. Antes de ser assassinado, ele teve as pernas amarradas. 

Segundo a decisão, o réu deverá cumprir dois quintos da pena – cerca de cincos anos – em regime fechado. Só depois, ganhará progressão de pena e passar para o regime semiaberto.

Os jurados levaram em conta que o cantor agiu sob forte emoção. Como se trata de réu preso, a defesa poderá apelar, mas Quebin mas deverá aguardar na prisão.


Por: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario