Comando expulsa policial militar que seria usuário de drogas

O Comando Geral da Polícia Militar expulsou um policial militar, que segundo documentos anexados no processo demissório, faria uso de drogas ilícitas. Ele também foi considerado culpado de ter subtraído um capacete de um colega de farda. 

A portaria foi publicada no Diário Oficial que circulou nesta segunda-feira (14). O policial militar era lotado na cidade de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá).

A expulsão do policial foi um dos últimos atos assinados pelo coronel Osmar Lino Farias, que deixou o cargo na semana passada.

Sobre o uso de substâncias entorpecentes, o processo demissório relata que o Comando Regional V, ciente da situação, concedeu ao policial a devida autorização para tratamento de desintoxicação. 

O comando teria inclusive providenciado vagas em clínicas especializadas em reabilitação de viciados, porém o policial militar abandonou os tratamentos oferecidos pelo Comando. 

Consta do processo demissório que no dia 23 de fevereiro de 2011, o policial foi apontando como o autor do furto de um capacete, pertencente a outro policial. O capacete estava no alojamento das praças da Unidade de Policiamento Móvel. 

Na ocasião, foi realizada diligência até a residência do PM investigado, local onde o capacete foi encontrado. O disciplinado alegou que teria pegado o objeto sem avisar e sem saber quem era o dono. Ele declarou ainda que iria devolvê-lo no dia seguinte, mas esqueceu. 

A análise do extrato de alterações do disciplinado verifica-se que o soldado ingressou na Polícia Militar em 25 de março de 2003, contando com mais de nove anos de efetivo serviço. 

O PM tinha comportamento considerado bom, com 24 elogios, mas tinha também sete punições disciplinares.

Como as transgressões foram consideradas graves, o Comando Geral decidiu excluir o soldado dos quadros da Polícia Militar. 

A portaria determina que o Comando Especializado deverá recolher de imediato, todos os documentos do excluída, fardamentos e apetrechos que pertençam a Fazenda Pública Estadual e que estejam sob a posse do ex-soldado.

Por: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario