Silval manda apurar suposto superfaturamento em compra

O Governo do Estado iniciará uma investigação a respeito do suposto superfaturamento na compra de 52 veículos. 

Os automóveis modelo Fiat Uno foram entregues a diversos municípios de Mato Grosso na tarde de quarta-feira (20), por meio da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). 

O objetivo é que os carros sirvam para reforçar a prestação de assistência técnica e extensão rural a agricultores familiares de comunidades tradicionais do Estado. Além dos 52 Unos, o Governo entregou mais seis veículos de diferentes marcas. 

A compra foi feita pelo Estado, em parceria com o Governo Federal - por meio do Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). 

O possível sobrepreço foi denunciado em reportagem do site do jornal Circuito Mato Grosso desta quinta-feira (21). 

De acordo com a publicação, o Governo do Estado teria pago 13% mais caro em uma compra em grande volume do que o consumidor final pagaria comprando apenas um carro na concessionário. (Leia mais AQUI

Em comparação, o jornal afirma que cada veículo custou aos cofres públicos R$ 26.294,34.

 O mesmo modelo – Uno Mille Fire Economy 1.0 Flex 2P – custa hoje R$ 23.332,00. No total, o Governo do Estado desembolsou R$ 1.393.600,00. 

Com o pagamento superior ao valor de mercado, teriam sido gastos R$ 324.236,00 a mais do que o necessário. 

Em nota de esclarecimento, na tarde desta quinta-feira (21), a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) informou que a determinação de investigar possíveis falhas no processo licitatório foi do governador Silval Barbosa. 

Além da Secretaria de Estado de Administração (SAD), responsável pelo pregão 003/2012, que culminou na compra dos automóveis, Silval solicitou, por meio do secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf, o envolvimento dos secretários secretários de Planejamento, Arnaldo Alves de Souza, de Fazenda, Marcel de Cursi.


Por: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario