Pescadores protestam em evento de Pedro Taques e Cristovam Buarque

O senador Pedro Taques (PDT) declarou hoje pela manhã (2) que não irá se omitir na defesa dos pescadores, no que diz respeito as mudanças no setor sobre a polêmica Lei da Pesca, implantada em julho de 2012. A declaração foi feita durante uma manifestação da classe frente a um evento em Rondonópolis, que contou ainda com a presença do senador da República Cristovam Buarque, também pedetista. O protesto seria direcionado ao deputado estadual Zeca Viana (PDT), autor do projeto, mas o mesmo não esteve presente.

Os parlamentares foram abordados pelos manifestantes já na entrada do local onde ocorria o evento político. "Precisamos de ajuda e é para ontem. Estamos há dois dias sem pescar por conta desta lei e nosso salário já acabou", gritou um dos pescadores. O trabalhador se referia a remuneração que recebem durante a época da piracema, por não poderem pescar. O período proibido de pesca acabou no último dia 28 de fevereiro.

O pedido então foi logo atendido por Taques, que se comprometeu em se reunir com os pescadores e buscar soluções para o impasse. "Esta é uma lei estadual e eu não tenho nada haver com isso, pois sou senador. Mas não posso me omitir na defesa desses trabalhadores que também tem direitos garantidos pela constituição", declarou. Ao final, o parlamentar combinou uma reunião em seu gabinete em Cuiabá e foi aplaudido pelos manifestantes.

A lei questionada pelos pescadores proíbe a pesca amadora por três anos, havendo um afrouxamento da legislação nos anos subsequentes e estabelece novas diretrizes para a atividade. Será permitido somente ao portador de carteira de pescador amador praticar o chamado 'pesque e solte', não sendo conferido mais o direito a cota de transporte e captura.

O setor pede uma nova lei estabelecendo parâmetros mais leves para a atividade, pois temem prejuízos econômicos com a proibição. A Lei da Pesca foi aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada no ano passado pelo governo de Mato Grosso.

Evento - A vinda do senador da República Cristovam Buarque (PDT-DF) à Rondonópolis foi um convite do prefeito Percival Muniz (PPS). Conhecido como o senador da educação, o parlamentar ministrou uma palestra aos gestores da educação fundamental e infantil do município sobre o tema “Federalização da Educação de Base”.

Defensor assíduo da federalização, o senador listou as vantagens de uma educação sustentada pela esfera federal. "Os municípios e estados não tem recursos e ainda pior, são desiguais. Rondonópolis podemos dizer que é uma cidade rica, porém não tem dinheiro suficiente para pagar os professores justamente, a saída é federalizar. Toda criança tem direito da mesma quantidade de recurso para a educação, não importando estado ou cidade", defendeu.


Por: Cenário MT
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario