Bebê morre em Rosário Oeste após ser agredido supostamente por deficiente mental

Um bebê de três meses morreu após ser espancado neste domingo (30), em Rosário Oeste, a 133 quilômetros de Cuiabá. A suspeita, de acordo com a Polícia Civil, é de que o crime tenha sido cometido por uma mulher que possui deficiência mental, que teria agredido a criança durante um 'surto'. Já foi instaurado inquérito para apurar a responsabilidade dessa pessoa no crime, bem como identificar se há outras pessoas envolvidas no caso.

Após ser agredida, a criança foi levada pelos pais a uma unidade de saúde do município e, em seguida, diante do quadro grave da vítima, transferida para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, onde recebeu atendimento. O bebê não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O corpo foi transladado para Rosário Oeste, onde a família dele mora.

Conforme a Polícia Civil, os pais da criança e outra testemunha do caso, que seria amiga da mãe da vítima, ainda serão intimados a prestar depoimento. "Essa versão inicial de que a vizinha teria entrado na casa e agredido o bebê ainda será apurada e não descartamos nenhuma hipótese de que outra pessoa teria cometido o crime", declarou o delegado Daniel Machado. Ninguém foi indiciado pelo crime.

Segundo ele, essa versão foi passada informalmente pela mãe da criança aos policiais que acompanharam a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML), em Cuiabá. Ela ainda deve ser ouvida formalmente após o velório do filho. "Precisamos esperar o fim do velório para depois ouvir os familiares", pontuou. Ele disse que essa vizinha com problemas mentais existe e que não é uma invenção da mãe do bebê. No entanto, não há provas de que ela seja a autoria do crime.


G1/MT
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario