Padrasto é suspeito de abusar sexualmente de enteada de 11 anos

A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) investiga a denúncia de abuso sexual de uma menina de 11 anos, crime que teria sido praticado pelo padrasto da crinaça, J.A.D., de 34 anos.

O caso ocorreu no bairro CPA III, em Cuiabá. A denúncia foi feita na tarde de sábado (8) no Plantão Metropolitano da Capital, pelo Conselho Tutelar. De acordo com os conselheiros, o fato foi narrado pela coordenadora pedagógica da escola onde a menina estuda.

A menor disse que padrasto passava a mão nas partes íntimas dela e pedia para pegar no seu órgão genital. Nos dias seguintes, a menina se apresentava abatida na escola, chamando a atenção de professores e colegas. Em uma conversa reservada com a coordenadora, ela revelou o que estava acontecendo.

A criança disse que não havia contado antes porque temia ser chamada de mentirosa. A mãe da menina foi avisada e ficou assustada com o relato da filha.

O padrasto ainda não foi localizado. O caso será investigado pela delegada Alexandra Fachone, que deverá instaurar inquérito. A vítima será ouvida dentro dos próximos dias.


Por: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario