Deficiente mental suspeita de matar bebê em Rosário Oeste se apresenta a delegado

A Polícia Civil colheu nesta quarta-feira (3) o depoimento da mulher suspeita de ter matado um bebê de apenas três meses de idade no último domingo em Rosário Oeste, município a 133 km de Cuiabá. De acordo com o delegado Daniel Machado, da delegacia municipal da cidade, a suspeita – que não chegou a ser presa em flagrante - apresentou-se ao lado do advogado para fornecer sua versão dos fatos.

Por ser deficiente mental, o delegado informou que deverá requisitar exames para determinar o grau da deficiência e verificar se a suspeita é imputável. A medida é necessária para a Justiça decidir se ela deve sofrer alguma restrição de liberdade ou ser sujeitada a alguma medida de segurança.
O delegado preferiu não comentar o teor do depoimento ou mencionar o local onde se encontra a suspeita devido à forte comoção gerada na cidade pelo episódio. Além disso, outras testemunhas ainda devem ser ouvidas para ajudar a esclarecer o caso até a semana que vem, quando o inquérito deve ser concluído.

A suspeita é vizinha da família da vítima. A mãe contou que estava lavando roupa no fundo de casa quando a vizinha entrou e foi até o quarto onde o bebê estava e começou a agredí-lo. A tia da criança, que estava dentro da residência, teria corrido após ouvir o choro do sobrinho e ao entrar viu a mulher batendo no bebê e o socorreu. Após as agressões, a criança foi encaminhada para uma unidade de saúde da cidade e depois transferida para o Pronto-Socorro de Cuiabá, onde não resistiu e morreu vítima de traumatismo craniano.

O corpo da criança foi sepultado na segunda-feira em um cemitério da cidade.

Fonte: G1/MT
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario