DNIT vai punir empresa que não estiver cumprindo seu contrato

Foi lançado na noite desta segunda-feira em Lucas do Rio Verde, o Estradeiro Aprosoja, iniciativa que visa acompanhar o desenvolvimento das obras de pavimentação asfáltica da BR 163 no trecho localizado no Estado do Pará. Além de vistoriar a execução das obras, o Estradeiro vai avaliar também as condições da rodovia em solo matogrossense.

Durante a cerimônia, o diretor geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre), general Jorge Fraxe, assinalou que recebeu o convite e decidiu acompanhar in loco o desenvolvimento dos trabalhos de pavimentação. E os trechos licitados pelo departamento e que não estiverem de acordo com os contratos serão avaliados de forma crítica. “Estou aqui exatamente pra conferir a quantas andam essas obras. Premiar as empresas que estão trabalhando bem e punir as empresas que não estiverem cumprindo com seu contrato”, declarou o oficial. 

O diretor-geral do DNIT explicou que o trecho de mil quilômetros foi licitado para empresas diferentes com o objetivo de acelerar o trabalho de pavimentação. Das seis empresas, uma entrou em processo de recuperação judicial, ficando inviabilizada de manter o contrato. Uma nova licitação foi aberta e o trecho passa a ser pavimentado por uma nova empresa. O Exército, com dois batalhões, também participa dos trabalhos de pavimentação. A intenção do DNIT é concluir todo o trecho no próximo ano.

Duplicação
Em conversa com a imprensa, o general também falou sobre a duplicação da rodovia em Mato Grosso. De acordo com o diretor-geral, a 163 faz parte do Programa de Integração e Logística - PIL, sendo que o trecho entre Sinop e Mato Grosso do Sul faz parte do plano de duplicação que vem sendo executado com a licitação de pequenos trechos. Atualmente o DNIT acompanha a execução do trecho entre Nobres e Posto Gil. “Dentro desse PIL da 163, tem um plano de duplicação de Sinop até Mato Grosso do Sul que está no cronograma do Ministério dos Transportes com a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT. 

Esse é um assunto afeto à ANTT, mas eu posso assegurar que nas reuniões que eu participei está em alta prioridade e eu acredito que brevemente os senhores estarão ouvindo de um edital de licitação com a concessão desse trecho da 163 para duplicação”, relatou.

Expresso MT
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario