Acusados de matar garçonete grávida com veneno enfrentam júri em Rosário Oeste

Três homens acusados de matar uma mulher de 31 anos devem enfrentar júri popular nesta quarta-feira (3) na cidade de Rosário Oeste, a 133 quilômetros de Cuiabá. A vítima trabalhava como garçonete e estava grávida de seis meses. Ela foi obrigada a tomar veneno e esperava o filho de um dos réus.

O homicídio ocorreu no dia 30 de junho de 2010, em uma chácara na Comunidade Ponte Velha, zona rural de Jangada, a 82 quilômetros da capital. Consta na denúncia do Ministério Público que a vítima tinha um relacionamento amoroso com um pecuarista de 33 anos. A mulher acabou ficando grávida e passou a exigir apoio financeiro do pecuarista.

Ele e dois lavradores de 22 e  41 anos, amigos do pecuarista, foram até essa chácara para conversar sobre essa questão de dinheiro. Enquanto os amigos dele entraram na residência, o companheiro dela ficou do lado de fora. Os dois amigos dele obrigaram a vítima a tomar veneno. Depois disso o trio fugiu do local deixando a mulher morrer envenenada.

Um homem e uma mulher que trabalhavam como caseiros da chácara presenciaram a cena e foram ameaçados de morte pelo trio. Inclusive eles colocaram o casal preso em uma das casas da chácara, trancando com a chave.

Os três foram presos em fevereiro de 2011, em uma chácara que fica em Jangada. Eles respondem pelo crime de homicídio, aborto seguido de morte, ameaça e cárcere privado.


MT DESTAQUE
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario