Bope mata assaltantes de banco na divisa de MT com PA

Dois suspeitos de participar do assalto a banco na cidade de Vila Rica (1.259 km a Nordeste de Cuiabá) morreram em confronto com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, na manhã desta segunda-feira (16). 

No tiroteio, morreram Antônio de Oliveira, 47 anos, e Cássio Almeida de Souza, 28 anos. 

As indentidades, no entanto, ainda estão sendo checadas pelos policiais da GCCO (Gerência de Combate ao Crime Organizado), da Polícia Civil, uma vez que a maior parte dos assaltantes, na modalidade “Novo Cangaço”, utiliza documentos falsos. 

Um terceiro suspeito, Bruno da Silva Aguiar foi preso e seria morador no Estado do Pará.

Segundo o delegado Flávio Stringueta, titular da GCCO, o tiroteio entre policiais e suspeitos do assalto ocorreu em uma região de mata, na divisa de Mato Grosso com o Estado Pará, localidade onde também foi preso Bruno da Silva Aguiar.

No local, haviam um grupo de cinco suspeitos, do total de 25 que participaram do assalto, ocorrido no último dia 9. O bando assaltou três agências bancárias e o prédio dos Correios. 

Na ocasião, os ladrões chegaram em três veículos e fizeram ao menos 20 pessoas como escudo humano, característica principal do assalto na modalidade "novo cangaço". 
Divulgação/PM
Os dois assaltantes mortos pelo Bope foram identificados pela Polícia Civil


O grupo estava sendo monitorado e, assim que se aproximaram, os policiais foram recebidos à bala. 

Os policiais não informaram se foram apreendidas armas. Eles vasculham o local, mas acreditam que os demais integrantes do bando tenham pego as armas – possivelmente fuzis - e fugido na mata fechada.

Flávio Stringueta disse que a Polícia Civil concentrou o trabalho de monitoramento de inteligência e informações ajudaram na prisão e identificação da região onde a quadrilha tentava se refugiar. 

“Tudo indica que essa quadrilha seja oriunda do Pará. O trabalho de campo continuará”, disse

O delegado de Vila Rica, Michael Mendes Paes, acrescentou que que não houve interrupção nas buscas e, por isso, irá autuar em flagrante o assaltante preso nos crimes de roubo qualificado com uso de arma de fogo de uso restrito, concurso de pessoas e organização criminosa.

Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario