Chupa essa manga Nobres! Bonito é eleito o melhor turismo responsável

O caderno Boa Viagem, de O Globo, informa na edição desta semana, que Bonito, em Mato Grosso do Sul, foi eleito o melhor destino de Turismo responsável do Brasil.
 
 
A feira de turismo World Travel Market (WTM) premiou a cidade brasileira localizada em MS em um evento realizado na Inglaterra.
 
 
O prêmio para Bonito é a coroação de um processo responsável e não predatório de uma política de turismo ligada à sustentabilidade ambiental e de fortalecimento da economia de cidades com vocação para este setor turístico.
 
 
Em Mato Grosso, a cidade correlata a Bonito é Nobres, com suas lagoas belíssimas, mas que infelizmente está bem atrás no desenvolvimento de uma política de turismo que a coloque em situação de igualdade.
 
 
Para começar, a cidade de Nobres não oferece a mínima infraestrutura para os seus habitantes, que dirá para atender aos turistas.
 
 
Os preços praticados para o turismo em Nobres são extorsivos, fato que merece inclusive uma investigação do Ministério Público Estadual.
 
 
O governo do estado por sua vez não tem uma política pública para o turismo. Se tem, o que é improvável, é pessimamente comunicada.
 
 
Qual é o legado que o governo Silval vai deixar para a população das cidades de Mato Grosso que têm potencial para explorar o turismo? O que Poconé, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Santo Antonio do Leverger, Barra do Garças e Nobres vão ganhar com a Copa?
 
 
Os deputados estaduais, na posição de sempre, passiva e omissa, não discutem a falta que faz uma política pública para o turismo em Mato Grosso. Ficam calados. Os empresários do setor também têm a sua parcela de culpa por não cobrar as devidas melhorias para as mazelas conhecidas.
 
 
Não é à toa que a última notícia que ganhou as manchetes da mídia local sobre turismo foi a matéria do brilhante jornalista Rodrigo Vargas, do Diário de Cuiabá, mostrando que a ex-secretária de Turismo, deputada Teté Bezerra, fez mais de 100 viagens pelo Brasil e exterior, durante a sua gestão, sem qualquer resultado conhecido de interesse público.
 
 
Parece que nenhum tema que não envolva obras e empreiteiras merece a atenção do governo. Mato Grosso está perdendo uma grande oportunidade de dar umn salto de qualidade no setor de turismo. 

(blog do Antero)
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario