Presidente do Detran Giancarlo Castrillon, será exonerado do cargo nesta quinta-feira

O presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Giancarlo Castrillon, será exonerado do cargo nesta quinta-feira (28). 
A decisão do Palácio Paiaguás se deu, segundo fonte do Governo, em função do “histórico problemático” de Castrillon frente ao cargo. 

Segundo apurou a reportagem, a busca e apreensão realizada pela Policia Federal na residência de Castrillon, na última segunda-feira (25), durante a Operação Ararath, serviu como uma espécie de “gota d´água”. 

Isso porque o ainda presidente da autarquia não conseguiu se viabilizar no cargo, principalmente, sob o ponto de vista administrativo. 

Recentemente, além de uma greve que desgastou o Detran, o próprio governador Silval Barbosa determinou uma auditoria nas contas de Castrillon no órgão, já que não haveria motivos que justificassem a crise financeira.

Ao saber que iria ser exonerado, nesta quarta-feira (27), Castrillon agiu nos bastidores para que a exoneração seja "a pedido". Ou seja, como não há mais nada que o segure no cargo, ele será obrigado a pedir para sair.

A reportagem do MidiaNews apurou ainda que o governador se reuniu, no início da tarde desta quarta, com o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado estadual Mauro Savi (PR) que havia indicado Castrillon para o cargo. 

Busca e apreensão

A PF apreendeu mais de R$ 100 mil em um dos cômodos do apartamento de Giancarlo Castrillon na última segunda-feira (25). Ele alega que o dinheiro é da venda de um veículo Pajero Full e economias, pois prefere guardar dinheiro em casa. 

Interceptações telefônicas da Polícia Federal revelam que ele teria supostamente pago viagens ao juiz Julier Sebastião da Silva, que também teve mandado de busca e apreensão cumprido em sua casa, no bairro Boa Esperança.

Fonte: Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario