Em Nobres, governo terá que se adequar e promover mudanças

Quando retornar de Brasília, para onde viajou nesta segunda-feira, 12 de maio de 2014, o prefeito Sebastião Gilmar terá que se debruçar sobre as alterações que terá que promover na sua gestão administrativa, a contragosto, mas necessária para que a máquina pública se adeque a um cenário econômico desfavorável.
Essa foi à impressão deixada pelo gestor antes de viajar e o seu retorno ao município está previsto para o dia 16 de maio, sexta-feira. Em Brasília, Sebastião Gilmar acompanha prefeitos de todo o Brasil na Marcha dos Prefeitos à Brasília, promovida pela AMM (Associação Mato-grossense de Municípios). Na pauta das reivindicações dos prefeitos estão algumas medidas fiscais e encontros com representantes da bancada mato-grossense em Brasília.
Conforme a assessoria da AMM, “este ano, as reuniões dos gestores municipais com as bancadas estaduais durante a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios serão lideradas pelas entidades estaduais. Até agora, 19 entidades municipalistas confirmaram o encontro com os parlamentares de seus Estados. No entanto, está previsto um encontro no Congresso Nacional, provavelmente no auditório Petrônio Portela, com o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski”.
Consta ainda, que uma das atividades previstas na programação da Marcha todos os anos é o encontro dos prefeitos com deputados e senadores, que representam seus Estados. Por meio dessa iniciativa, a pauta municipalista e as particularidades de cada região tratada são debatidas. A pauta desta edição está composta pelas reivindicações da campanha Viva seu Município, como informa a AMM.
Entre elas: o aumento de 2% do Fundo de Participação dos Munícipios (FPM); a reformulação da Lei Complementar 116/2003 que trata do Imposto Sobre Serviço (ISS); desonerações do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) somente da parcela do da União; e a apreciação pelo Supremo Tribunal Federal (STF) da Lei 12.734/2012 com a redistribuição dos royaltiesde petróleo e gás.
O prefeito Sebastião Gilmar integra a grande comitiva da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios e só retorna de Brasília, reiteramos, na madrugada de15 para 16 de aio, devendo voltar às atividades em seu gabinete na manhã de 16 de maio.
A partir de então, terá que adotar medidas austeras em sua gestão administrativa que envolve fusão de algumas secretarias e, inegavelmente, demissões, para fazer face ao controle de gastos que vem travando a administração municipal. Por mais que entenda ser dura, as medidas administrativas terão que ser tomadas e o anúncio do que fará, só acontecerá após o seu retorno de Brasília.
Sem precisar em que setores se farão as alterações, o prefeito Sebastião Gilmar deixou para anunciar as mudanças após o seu retorno da Capital Federal, onde terá audiências com parlamentares, o que soa como um pedido de socorro em relação à economia do município e a crescente despesa com pessoal, obviamente, os efetivos e as suas conquistas salariais.
E para que ninguém se surpreenda, vêm aí, algumas modificações na administração do prefeito Sebastião Gilmar, e elas começam de cima para baixo. É só uma questão de tempo e por absoluta necessidade.
Fonte: Site da Prefeitura de Nobres
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario