Vereador Rallide denuncia chantagem para renunciar ao mandato

O presidente afastado da Câmara de Nobres, Rállide Cristiano Andrade (PDT), protocolou ação junto ao Ministério Público e uma representação por extorsão contra o vice-presidente do Legislativo Manoel Firmino Pinho (DEM), por correr risco de cassação. Por meio de um vídeo, gravado pelo próprio vereador, Manoel aparece o ameaçando para que desista do mandato. “Renuncia, já está no finalzinho do mandato, renuncia o mandato e fica elegível para a próxima campanha, todos que peitou até o final ficou inelegível (sic)”, diz Manoel durante a gravação.
Segundo o advogado do pedetista, Emerson Andrade, os vereadores que afastaram Rállide, em abril deste ano, iniciaram processo para a perda do mandato, uma vez que sabiam que o afastamento seria provisório. Conforme o jurista, os parlamentares realizaram uma auditoria a fim de levantar provas contra Rállide. Dentre os apontamentos estão pagamentos irregulares feitos pelo presidente afastado. “Eles estão usando isso como chantagem para Rállide renunciar ao cargo”, afirma.
De acordo com Emerson, o imbróglio é em função de interesses políticos e financeiros. Aponta que Rállide enquanto presidente afastou o chefe de Gabinete, José Dias Filho, o Bacalhau (DEM) por nepotismo, em razão de ser cunhado do vereador Joilson da Costa (PP). Inclusive, no vídeo,  Bacalhau aparece recolhendo documento.
Segundo o advogado, o democrata retornou ao cargo por meio de Manoel. “Faltam sete meses para o final do mandato de Rállide. Não entendemos porque querem tanto que ele renuncie ao cargo. Por isso, vamos recorrer a todos os meios para acabar com isso”, ressalta Emerson. O advogado ainda destaca que nesta semana, Rállide deve retomar o posto de presidente do Legislativo por meio de uma liminar.
Outro lado
A reportagem do Rdnews procurou, insistentemente, pelo vereador Manoel Firmino Pinho, por telefone, mas este estava desligado. Segundo o prefeito de Nobres, Sebastião Gilmar da Silva, o Gilmarzinho do PSD, o Legislativo e o Executivo são Poderes independentes, mas precisam ser harmônicos. Quanto a esta situação, prefere se manter neutro e ressalta que mantém uma gestão aberta e limpa. “O Legislativo tem autonomia para resolver este tipo de problema. Não vou interferir. Isso é estritamente interno na Câmara. Qualquer um que for presidente não faz diferença pra mim”. 
O curioso é que, segundo Emerson, Manoel é da situação e, por isso, trabalha para retirar Rállide da presidência, devido ele ser da oposição. “O interesse dele é a presidência. O Manoel está usando de tudo para ameaçar e coagir Rállide a fim de obter o comando da Câmara até o final do mandato”, conclui.

Veja o vídeo abaixo:

Fonte: RDNEWS - Camila Cervantes
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario