Famato orienta produtores como agir em casos de incêndios

Com intuito de evitar prejuízos nas propriedades rurais provocados pelas queimadas e incêndios que aumentam no período de estiagem, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) divulga orientações para os produtores do Estado. Destaca que em pleno período de colheita da segunda safra de milho, incêndios acidentais ou problemas mecânicos podem afetar as lavouras e trazer prejuízos aos produtores.
E, dessa forma, orienta o produtor a ficar atento aos horários de colheita, ter atenção aos focos de incêndios próximos da propriedade e ajudar o vizinho. Caso necessário, manter tanques d’água próximo ao local da colheita e os operadores de máquinas e funcionários devem estar treinados para resolver o incidente.

A analista de Meio Ambiente da Famato, Lucélia Avi, alerta que em situações de incêndio, o produtor deve coletar o maior número de provas possíveis que evidenciem os danos causados pelo fogo. Uma das medidas é fotografar toda a ação de combate ao fogo. O registro fotográfico é uma das principais provas de que o fogo não foi intencional. 

Após o controle do fogo, o produtor deve registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia mais próxima. "Além disso, é aconselhável que o produtor identifique e cadastre pelo menos duas testemunhas que possam relatar o ocorrido", acrescenta a analista.

Outra orientação importante é contratar um técnico habilitado para fazer um laudo justificando que a origem do incêndio não foi na propriedade. "Esses documentos irão servir para provar que a queimada não foi intencional, já que o produtor tem 20 dias para apresentar sua defesa após ser notificado pelo órgão ambiental", destaca Lucélia.
Em Mato Grosso, a queimada é autorizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e apenas neste período, de 15 de julho a 15 de setembro, é proibida sua utilização para evitar os incêndios florestais. Quando a queimada foge de controle e incide sobre qualquer forma de vegetação de uma propriedade é considerado incêndio. (Com assessoria)
Fonte: Welington Sabino, repórter do GD
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario