Assembleia oficializa CPI de cooperativa ligada a Eraí Maggi

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) proposta pelo deputado José Riva (PSD) foi a única a ser aprovada e oficializada. A medida é publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (30). 

O objetivo da CPI é investigar o suposto uso da Cooperativa Agroindustrial de Mato Grosso (Coomat), ligada ao empresário Eraí Maggi (PP), que sonegaria imposto. Os membros da comissão devem ser definidos nesta semana.
"Considerando a movimentação anual da cooperativa, entre R$ 300 a 500 milhões, a diferença de arrecadação pode chegar até R$ 50 milhões anuai"

A publicação no Diário, assinada pelo presidente em exercício da Assembleia, Romoaldo Júnior (PMDB) indica que o objetivo da CPI é “apurar, no âmbito da Secretaria de Estado de Fazenda, a constituição de cooperativas de fachada com vistas a fraudar o fisco estadual, quando da aquisição de insumos e combustíveis, beneficiando indevidamente do diferencial de alíquota e dos benefícios fiscais concedidos às cooperativas”.

Conforme Riva, o prazo de 40 dias para a realização das investigações será cumprido. 

As outras duas CPIs, da Trimec e da Nhambiquaras, conforme MidiaNews informou, foram arquivadas. 

A denúncia

Segundo o deputado estadual José Riva, a Cooamat foi fundada em 2004 e é constituída por funcionários do grupo Bom Futuro, de propriedade de Eraí Maggi. 

O deputado disse que o suposto esquema pode ter resultado em uma sonegação total, até agora, de cerca de R$ 300 milhões.

“Considerando a movimentação anual da cooperativa, entre R$ 300 a 500 milhões, a diferença de arrecadação pode chegar até R$ 50 milhões anuais. Portanto, desde que foi fundada, a Cooamat pode ter sonegado cerca de R$ 300 milhões. Com esse valor, Mato Grosso poderia ter construído três grandes hospitais”, afirmou.

Riva protocolou denúncia sobre o suposto esquema no Ministério Público Federal (MPF) e na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz). 

Leia mais sobre o assunto:

Riva diz ter apoio para CPI sobre cooperativa

CPI´s contra empreiteiras são "enterradas"; a do Eraí pode sair


Redação Isa Souza - Midia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario