Após eleições, obra de revitalização da rodoviária de Nobres está paralisada

Na data de 25 de Julho do ano de 2014, a Prefeitura Municipal de Nobres informou por meio do site oficial, uma nota de esclarecimento em nome do Prefeito Sebastião Gilmar, informando que a obra seria paralisada devido ao período eleitoral, e que o repasse do governo estadual referente á obra seria feito após as eleições gerais.

Já faz duas semanas que o período das eleições gerais se passou, e até agora a obra continua parada. O fechamento que foi feito entorno do terminal rodoviário está se deteriorando. Se não fosse os vigias do local estarem erguendo o fechamento, que é derrubado a cada vento, tudo já estaria ao chão.

Para comerciantes que tinham estabelecimento anexo no terminal rodoviário, não entendem o porquê do governo municipal, retirar rapidamente os comerciantes da rodoviária, sendo que hoje a obra está totalmente parada.

Leia na integra a nota emitida pela Prefeitura em 25 de Julho de 2014:


A Prefeitura Municipal de Nobres, através do prefeito Sebastião Gilmar Luiz da Silva, busca ESCLARECER à comunidade municipal que a obra de Requalificação do Terminal Rodoviário passará por paralisação temporária, conforme Contrato de Repasse n.º 1000020/2012/MTUR – Programa Turismo Brasil.

                     Alega a GIGOV/CB (Gerência Executiva de Governo de Cuiabá) que não há, neste momento disponibilidade de recurso no Ministério Gestor e ainda registra-se impedimento legal por conta da Lei Eleitoral. Em função dessas condicionantes, o Coordenador de Filial solicita desconsideração do ofício 1-2786/2014/GIGOVCB, datado de 30 de junho de 2014, que autorizava o início da obra.


                     Portanto, a liberação do recurso e a data do início da obra devem ser anunciados logo após as eleições gerais, como informa a Gerência Executiva de Governo de Cuiabá, através do Coordenador de Filial e do Gerente de Filial, ambos do GIGOV/CBA.

Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario