Polícia ainda não tem pistas de Joice, ela foi vista última vez em Nobres

Um ano após o desaparecimento da estudante Joice Barros Oliveira, de 19 anos, em Vilhena(RO), município distante cerca de 700 quilômetros de Porto Velho, o caso continua sendo um mistério para a polícia da cidade. A jovem desapareceu no dia 18 de dezembro do ano passado. A mãe dela, Ivoneis Araújo de Barros, diz que enquanto não houver notícias vai aguardar o retorno da filha.
O delegado responsável pelo caso, Alírio Avelino Júnior, diz que já tomou todas as providências necessárias para solucionar o caso, mas ainda não chegou a uma conclusão. “Organizamos várias diligências, ouvimos pessoas, quebramos sigilo, mas com as informações que temos não podemos nem concluir se foi um crime ou um desaparecimento voluntário”, explica.
A mãe de Joice diz que ainda aguarda pela volta da filha e não acredita que a Joice tenha ido embora. No quarto da estudante, ela diz que tudo está como a jovem deixou quando desapareceu. “Ela não tinha motivos para fugir. Sempre conversamos muito, nunca a proibi de fazer nada. Não sei o que aconteceu, mas de livre e espontânea vontade ela não foi”, diz.  Neste período, Ivoneis conta que várias pistas de onde a filha poderia estar foram repassadas para a polícia, mesmo assim Joice não foi localizada.
Mãe de jovem diz que foi "um ano muito difícil" sem a filha (Foto: Lauane Sena/G1)Mãe de Joice diz que foi "um ano muito difícil" sem a
filha (Foto: Lauane Sena/G1)
Segundo o delegado, a polícia recebeu a informação de que um caminhoneiro teria visto Joice em uma boate na cidade de Nobres (MT), e aguardam uma resposta da Polícia Civil da cidade.
“Parece que não estamos investigando, mas o inquérito é sigiloso e não podemos revelar o andamento das investigações para todos”, diz. O delegado solicitou de uma empresa aérea da cidade o registro das passagens, mas a empresa ainda não respondeu.
Esperanças
A mãe de Joice conta que todos os dias busca respostas para o desaparecimento da filha. Segundo Ivoneis, o ano sem a filha foi muito difícil. “Duvidamos de todos, mas não podemos apontar um suspeito. Foi difícil passar o aniversário dela e não saber onde ela está. Enquanto não houver notícias eu vou esperar pela volta dela”, afirma.
Ivoneis viu a filha pela última vez dois dias antes do desaparecimento, e diz que ainda relembra a última conversa com ela. “Eu fui para a chácara e aí me despedi dela. Foi o último beijo que dei na minha filha”, relembra emocionada.
Quem souber qualquer informação sobre onde Joice pode ser encontrada deve ligar para os números 190, 197 ou (69) 3322-3001.
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario