Falta dinheiro no Santos, mas diretoria sai em busca de reforços

A nova presidência do Santos informou no início do ano que a situação econômica do clube é crítica. A diretoria encarou atrasos de até 4 meses nos salários de funcionários e pagamentos de serviços internos. Apesar do momento delicado nas finanças, o presidente alvinegro Modesto Roma afirmou que o clube irá abrir o caixa para a contratação de jogadores.
Existe o consenso entre diretoria e comissão técnica de que já existe um time capaz de disputar as principais competições na temporada; resta buscar no mercado atletas para compor o elenco.
"Para o Campeonato Brasileiro precisaremos de alguns reforços, mais banco, mais jogadores no elenco. Isso é normal, temos que estar conscientes. Tem a Copa do Brasil também e vamos em frente", frisou Modesto, em entrevista à rádio Capital.
O Santos vem apresentando bom comportamento no Paulistão. O time lidera com folga o grupo C, com 11 pontos, 8 a mais que o segundo colocado Bragantino. A defesa tem sido o ponto forte da equipe. O time sofreu apenas um gol em cinco jogos.
Embora o setor ofensivo ainda não tenha deslanchado, o técnico Enderson Moreira destaca os atletas (Robinho, Thiago Ribeiro, Geuvânio e Gabriel Barbosa). A preocupação da diretoria é quanto à permanência de Robinho, cujo contrato vence no fim do semestre.
"Respeito a opinião da diretoria da questão financeira, mas é vontade de todas as partes que eu fique, estamos caminhando bem para a negociação. Eu quero deixar a história do Santos ainda mais bonita", declarou Robinho.
Fonte: Uol Esporte
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario