Horário de verão termina à zero hora de domingo em MT

A 44ª edição do horário de verão gerou uma redução de 4,81% na demanda por energia elétrica no horário de ponta (18h às 21h), em Mato Grosso. 

O horário de verão termina neste domingo (22), quando todos devem atrasar o relógio em uma hora.

O resultado da economia é semelhante ao do ano passado (4,8%) e próximo da meta máxima do Operador Nacional do Sistema, que considera ideal uma redução entre 4 e 5%. 

O principal objetivo do horário de verão é reduzir a demanda por energia no horário de maior consumo, o que garante maior confiabilidade e segurança operacional no comportamento do sistema elétrico. 

Isso é possível porque grande parte da iluminação pública passa a ser acionada mais tarde, resultando em um alívio na carga dos sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. 

O uso da luz natural é determinante para a redução. Em Cuiabá, por exemplo, os dias chegam a ser duas horas mais longos no auge do verão, se comparados ao restante do ano. 

"Adiantando os relógios em uma hora, é possível aproveitar muito melhor esse aumento da luminosidade”, explicou o gerente do Departamento de Operação da Cemat, Sidney Tavares.

A queda da demanda verificada no Estado foi de 66 megawatts (MW), o que equivale à energia necessária para atender três municípios de Barra do Garças, com 58 mil habitantes, no horário de pico de consumo.

Sidney Tavares lembra que o horário de verão faz parte de um esforço conjunto do país em prol da otimização de recursos. 

“O horário de verão existe há décadas e é adotado por diversos países, com resultados importantes para os sistemas elétricos”, comenta. “E é também um período de sensibilização da população com relação ao uso consciente de energia. A energia traz conforto, mas é fundamental evitar o desperdício”, disse.

Além da demanda no horário de ponta, o consumo de energia em Mato Grosso também apresentou redução dentro do esperado, que é de 0,5 a 1% em todo o país. 

Nesta edição, o índice alcançado foi de 0,96%, equivalente a uma economia de 29.996,11 megawatts-hora (MWh), energia suficiente para atender a cidade de Nobres, com 19 mil habitantes, pelo período de 12 meses.

O horário de verão 2014/2015 começou à zero hora do dia 19 de outubro do ano passado e termina à zero hora deste sábado (21), com duração de 126 dias, incluindo 11 estados brasileiros.
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario