Sílvia Dalmollin supostamente teria rompido com o prefeito Sebastião Gilmar

A ex-primeira dama e ex- Secretária Municipal de Assistêcia Social,a empresária Sílvia Martins Dalmollin(PR), que foi eleita em 2012 a vice-prefeita de Nobres pela chapa encabeçada pelo empresário Sebastião Gilmar Luiz da Silva, o Gilmarzinho da Ecoplan (PSD).

Segundo informações repassadas por uma fonte  ligada a vice-prefeita Sílvia Martins ,após quase três anos depois, alegando falta de espaço na atual administração do município, Sílvia Martins que é esposa do ex-prefeito Flávio Dalmollin (PR) teria supostamente rompido politicamente com com o grupo político do prefeito Sebastião Gilmar.Porém a republicana não renunciou ao cargo de vice-prefeita de Nobres e continua na função de co-gestora do Município.

De acordo com essas mesmas fontes ligada a vice-prefeita Sílvia Martins ,esse suposto rompimento teria se dado,segundo "confissão" da republicana à amigos por ela ter sido supostamente preterida e colocada de lado após as eleições pelo prefeito Sebastião Gilmar em retaliação por ele ter sido supostamente preterido na gestão do então prefeito Flávio Dalmollin (PR) no quadriênio 2004 - 2008,quando o mesmo foi vice do republicano. 

O outro lado

O Departamento de Jornalismo do Blog Correio de Mato Grosso, prezando pela imparcialidade dos fatos, tentou entrar em contato com a vice-prefeita Silvia Martins e com o prefeito Sebastião Gilmar para ouvir os dois lados deste fato,mas apenas o social democrata retornou o nosso contato.

Por telefone o prefeito Sebastião Gilmar afirmou que a informação do suposto rompimento não procede e que o espaço da vice-prefeita Sílvia Martins está lá na Prefeitura  e que é só ela ir procurar e que ele jamais impediu a mesma de trabalhar na condição de co-gestora do Município de Nobres.

Até o fechamento desta matéria a vice-prefeita Sílvia Martins não havia retornado o nosso contato nem por telefone e nem por E-mail para comentar e dar a sua versão sobre o suposto rompimento com o prefeito Sebastião Gilmar.


Fonte: Marcos Lopes /Correio de Mato Grosso
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario