Operação Curumim registra 25 ocorrências durante o Carnaval em Cuiabá

A Operação Curumim, realizada pela Prefeitura de Cuiabá, registrou 25 ocorrências envolvendo crianças e adolescentes que tiveram seus direitos violados durante o Carnaval. Eles foram atendidos entre os dias 05 a 09 de fevereiro.

A operação foi realizada pela Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, em conjunto com o Juizado da Infância e Juventude de Cuiabá, o Conselho Tutelar e o Conselho da Criança e Adolescentes de Cuiabá.

Ao todo, foram 23 atendimentos realizados pelos conselheiros tutelares e dois atendimentos no Centro de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) Norte. Em todas as situações, as crianças e adolescentes foram atendidas e reintegradas às suas famílias.

Um dos casos registrados foi do menor J.B., de 17 anos, que foi flagrado consumindo bebida alcoólica sem a companhia dos pais ou responsáveis. Ele foi atendido pelo centro de referência, teve uma ficha de acolhimento preenchida, com sua identificação, dos pais ou responsáveis, com a composição familiar e condições de saúde, e posteriormente foi encaminhado à sua residência.

De acordo com o secretário de Assistência Social, José Rodrigues Rocha Júnior, a operação exerceu sua missão de prevenir e proteger crianças e adolescentes em situação de  abandono, maus-tratos, negligência, exploração sexual, pedofilia e até do trabalho infantil.

Além disso, evitou a prática de atos infracionais e o envolvimento, especialmente de adolescentes, com uso de álcool e outras drogas.

“Cumprimos nossa missão de cuidar de nossas crianças e adolescentes, colocando nossos serviços 24 horas à disposição da população. O número baixo de ocorrências deve ser motivo de comemoração, que reputo ao amadurecimento da sociedade sobre os direitos e garantias às nossas futuras gerações. Nós gostaríamos que não houvesse nenhuma ocorrência, o que significaria que não teríamos nenhuma lesão às crianças de nossa cidade”, afirmou.

Este foi o quarto ano em que a operação foi realizada e conseguiu fortalecer ainda mais a rede sócio-assistencial voltada para os atendimentos às crianças a adolescentes em Cuiabá, segundo a presidente do Conselho da Criança e do Adolescente, Edineise Velasco.

“Em todos os atendimentos, os conselheiros tomaram as providências cabíveis, como orientação, notificação e encaminhamentos para rede de sistema de garantia. Cada parceiro teve um importante papel durante essa operação. Então, avaliamos como positiva a rede de assistência formada para proteger as crianças”, concluiu.

Fonte: Mídia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario