PM prende jornalista suspeito de abusar de menina de 5 anos

O jornalista J.C.Q., de 59 anos, foi preso neste domingo (27) na Lagoa Trevisan, em Cuiabá, acusado de lesão corporal e tentativa de estupro de vulnerável.

Segundo o boletim de ocorrência nº 2016.101939, elaborado pelo policial militar Rodrigo Gomes Gonçalves, o jornalista, que trabalha na Prefeitura de Várzea Grande, estava passando o dia no local com amigos quando teria passado a mão nas partes íntimas de uma menina de 5 anos. A criança é filha de um casal de amigos do suspeito.

“A vítima contou à sua tia que o suspeito estava tocando o seu corpo, peito e bunda, próximo a uma mureta, forçando a permanência perto dele”, diz trecho do B.O.

Há suspeitas, conforme relato do boletim de ocorrência, de que o jornalista tenha abusado de um menino de 7 anos também na Lagoa Trevisan.

“Testemunhas afirmaram que viram ele sair do banheiro com o menino”, diz outro trecho do boletim de ocorrência.

Conforme o B.O., após a declaração da menina, populares começaram a indagar o jornalista, que tentou fugir, porém familiares e populares cercaram o veículo. 

“Nessa ação, o suspeito tentando arrancar com o carro atropelou e lesionou a mãe das crianças causando fratura na perna esquerda”, diz o boletim.

V.S., de 40 anos, foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada ao Pronto-Socorro de Cuiabá. O atual estado de saúde dela não foi informado.

O jornalista foi detido e encaminhado ao Cisc Planalto, na Capital. Ele está preso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

Investigação

Em depoimento à Polícia Civil,  a menina contou que o jornalista aproveitava o momento que a colocava no colo para colocar dedo em sua genitália.

O crime será investigado pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

O caso também está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar da Capital.

Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario