Palmirinha desabafa sobre relação com Guinho: "Não dava mais para confiar"

Palmirinha Onofre recebeu o iG em seu apartamento no bairro da Vila Mariana, em São Paulo, para um bate-papo descontraído. Um dos grandes ícones da televisão brasileira, a apresentadora relembrou sua trajetória até a fama e abriu o coração para esclarecer o desentendimento com Anderson Clayton, manipulador do boneco Guinho.

Orgulhosa pela carreira e por todas as suas conquistas, Palmirinha relembra com saudade a época em que apareceu na televisão pela primeira vez como assistente de Ana Maria Braga no programa "Note e Anote", da TV Record.

"Foi ela quem me batizou de Palmirinha", afirma. O sucesso da parceria foi tanto que a banqueteira se manteve na emissora por anos até a ida da apresentadora para a Rede Globo. "No começo eu não ganhava nada, mas foi uma grande oportunidade de divulgar o meu trabalho. Ganhei muitos clientes naquela época". 

Apadrinhada por Ana Maria, Palmirinha chegou a TV Gazeta em 1999 para trabalhar na produção do "Mulheres" na parte de culinária. "Eu não queria sair da Record, mas a Gazeta me ofereceu um salário irrecusável na época. Eles lamentaram a minha saída e disseram que não tinham verba para cobrir a proposta", conta a apresentadora.

Em 2004, ela finalmente ganhou um programa para chamar de seu. À frente do "TV Culinária", Palmirinha construiu seu nome e mudou de vida.

"Foi uma oportunidade maravilhosa. Eu estava lá todos os dias fazendo o que eu mais gostava. Foi lá onde tudo deu certo, onde aconteceram as melhores coisas na minha vida. Pude ajudar muita gente também. Foram 11 anos incríveis", declarou, com lágrimas nos olhos. Por decisão própria, a apresentadora não renovou o contrato com a Gazeta em 2010 alegando "estar cansada" de trabalhar na TV.

No entanto, dois anos mais tarde, ela aceitou o convite que recebeu do canal fechado Bem Simples, do grupo FOX, e assumiu três temporadas de um novo programa até 2015, quando foi demitida. "Foi uma experiência muito boa que me deixou mais conhecida fora do Brasil. Eu pensava que iria morrer na TV fechada, mas o público maravilhoso que eu tenho me acompanhou. Devo tudo o que tenho a eles.", comemora.

Reprodução
guinho
Anderson Cleyton é o braço por trás de Guinho
A crise com Guinho

Símbolo da TV Gazeta, Palmirinha fez muito sucesso ao lado do boneco Guinho, seu assistente de palco manipulado por Anderson Clayton. Juntos, eles já protagozinaram cenas divertidas e várias foram as vezes em que a apresentadora se viu traída pela memória e salva pelo parceiro ao vivo. A relação de mais de dez anos chegou ao fim em 2014 de uma forma polêmica. 

À época, Palmirinha anunciou o rompimento da parceria com Clayton, que também gerenciava a carreira da apresentadora, limitando-se a dizer que estava insatisfeita com o trabalho do colega. Pego de surpresa com a notícia, o intérprete de Guinho cortou as relações com a cozinheira até hoje.

Apegada tanto ao boneco como ao parceiro, a apresentadora não conteve o choro e a emoção ao falar sobre a relação conturbada com Clayton. "O Guinho é um neto que eu tive por anos e continua sendo até hoje. Ele é um menino muito trabalhador e eu fiz o que pude para deixá-lo comigo, mas ele começou a prejudicar a minha carreira. Foi uma grande decepção", relata.

De acordo com a apresentadora, a confiança no boneco foi perdida depois que ele passou a desonrar compromissos com frequência, entre outras questões que Palmirinha prefere não comentar.

"Eu confiava muito nele. Ele tinha a senha do meu cartão de crédito, pagava as minhas contas, frequentava a minha casa. Mas infelizmente chegou um momento que não dava mais. Ele não me dava mais satisfação do que fazia, foi um momento bem difícil".

Emocionada, Palmirinha admite que preferia não levar o caso à Justiça, mas os problemas foram tantos que a situação acabou "saindo do controle". "Eu queria resolver amigavelmente, mas não conseguimos. Foi uma coisa que perdeu o controle. As pessoas me convidavam para vários projetos e ele os recusava sem o meu conhecimento. Foi realmente uma pena, porque eu queria vê-lo bem. Eu sinto muito até hoje", lamenta.

Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario