Greve de servidores suspende visitas a detentos nas penitenciárias de MT

Familiares foram até a PCE sem saber que visita foi cancelada. (Foto: Gesseca Ronfim/TVCA)A greve dos servidores do sistema penitenciário em Mato Grosso, que teve início no dia 31 de maio, suspendeu as visitas aos presos das unidades prisionais. Também estão suspensos os cumprimentos de intimações e os banhos de sol na quadra. A partir da próxima semana, o sistema prisional não deverá receber novos presos, informou a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).
Em relação às tornozeleiras eletrônicas, ficou definida a colocação do equipamento nos presos de custódia e a não desinstalação do equipamento, nem a manutenção dos aparelhos.Em assembleia geral dos servidores realizada na última sexta-feira (3), foi decidido que o atendimento de advogados aos detentos deverá ser feito às terças, quartas e quintas-feiras, das 8h às 11h.
O estado tem aproximadamente 3 mil servidores no setor, sendo que 1,5 mil são agentes penitenciários, e 59 unidades prisionais. A categoria cobra por parte do estado o pagamento da reposição da inflação de 2015, de 11,28%. Pelo menos outras 27 categorias também entraram em greve para fazer a mesma reivindicação.
O estado já fez duas propostas de pagamento da RGA (Revisão Geral Anual), ambas parceladas, que foram recusadas pelo funcionalismo público. A greve dos servidores do sistema penitenciário foi decidida em assembleia geral da categoria no último dia 17 de maio.
Fonte: G1 MT
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario