Polícia Federal confirma que operação investiga caixa 2 na campanha de Silval

A Polícia Federal acaba de confirmar que a operação Nanos, desencadeada esta manhã, em Cuiabá, é para aprofundar as investigações que já vinham sendo realizadas a respeito da existência de caixa dois para os denominados partidos nanicos, durante as eleições de 2010. "As tais siglas partidárias (PTC, PTN, PRB, PRP, PHS, PSC e PC do B) compuseram um grupo político que ficou conhecido como Frentinha e que receberam recursos financeiros não declarados na campanha de 2010, os quais teriam sido fornecidos pela campanha majoritária do então candidato a governador Silval Barbosa (PMDB).

"Estão sendo cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Cuiabá, sendo cinco em endereços residenciais e dois em endereços comerciais, de pessoas e empresas ligadas à operacionalização do esquema de financiamento ilegal de campanha". Conforme Só Notícias já informou, uma das buscas foi feita na residência de Cesar Zilio, ex-secretário Administração na gestão de Silva. O advogado dele, Huendel Amorim, informou, em nota, que houve as buscas e "os fatos investigados na operação deflagrava pela Polícia Federal, já foram objeto de esclarecimentos em sua colaboração Premiada, perante a justiça de Mato Grosso;  Esclarece ainda, que não houve qualquer medida cautelar segregatória, tampouco mandado de condução coercitiva" e que "Zilio está à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos". 

O ex-secretário fez delação premiada, na operação Sodoma, que investiga irregularidades fraudes nas concessões de incentivos fiscais para empresas. Zilio chegou a ser preso em março pela Polícia Civil. Silval está preso, há mais de 8 meses, em Cuiabá, por ordem da justiça estadual. 

A PF esclareceu que o nome da operação de hoje, Nanos, é de de origem grega, tem o significado literal de pequeno ou pequenino e foi escolhida para batizar a operação como referência ou alusão aos assim denominados partidos nanicos que se beneficiaram do citado esquema de caixa dois. 

Em instantes, mais detalhes.

Fonte: Gazeta Digital
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario