Crescem casos provocados pelo zika vírus em MT

O número de casos de microcefalia provocados pelo vírus da zika cresceu em Mato Grosso na última semana. A quantidade passou de 4 para 6, sendo que os dois novos casos foram notificados em Cuiabá.

No total, o estado registrou entre outubro de 2015 e 6 de agosto de 2016, 45 casos da malformação, que faz com que o cérebro dos recém-nascidos tenham tamanho menor do que o normal.

Os dados foram disponibilizados pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso.

Os casos de microcefalia provocados pelo vírus da zika - transmitido pelo mosquito Aedes aegypti - são de Cuiabá (5) e Primavera do Leste (1). Os demais casos confirmados da malformação foram notificados em 12 municípios, sendo a maior parte em Rondonópolis (18), na capital (3), em Sorriso (3) e em Várzea Grande (3).

São considerados com microcefalia os recém-nascidos que têm perímetro cefálico de 31,9 cm (meninos) e 31,5 cm (meninas), conforme parâmetro da Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, Mato Grosso lidera o número de bebês com microcefalia na região Centro-Oeste.

Em Mato Grosso, ainda há 96 casos suspeitos de microcefalia ainda em investigação, a maioria em Cuiabá (23) e Rondonópolis (29). Outros 131 casos suspeitos já foram descartados, sendo a maior parte em Cáceres (48).

Fonte: G1 MT
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario