Polícia abre inquérito para investigar morte de peão em rodeio

A Polícia Civil de Juara (709 km ao Norte de Cuiabá) instaurou um inquérito civil para apurar a morte do peão Webert Cordeiro, de 30 anos, no último sábado (20). Ele foi pisoteado durante uma apresentação de rodeio em uma exposição agropecuária.

De acordo com o delegado que estava de plantão no dia do fato, Albertino Félix de Brito, o caso está sendo tratado inicialmente como acidente de trabalho, porém o inquérito vai apurar as causas.

“Há uma legislação que estabelece o profissionalismo dos rodeios profissionais. Eles têm seguro, a carteirinha de trabalho... Tudo demonstra que foi um acidente de trabalho”, disse.

O delegado ainda ressalta o perigo da profissão e que os próprios profissionais escolhem e sabem do risco que é montar num touro.

“É a profissão deles, uma profissão de risco, sim. Eles sabem que podem ocorrer acidentes. A necropsia já deu que a vítima teve traumatismo pela pancada do animal e também teve uma parada cardiorrespiratória, o que o levou à morte. Mas, a principio, através de imagens que já foram vistas, ele estava usando colete. Então, o que vemos é que estava tudo normalizado”, explicou.

Profissão regulamentada

O peão de rodeio passou a ser considerado um atleta profissional no ano de 2001, de acordo com a Lei no 10.220.

A legislação estabelece que o contrato com a entidade pública ou privada deve conter a forma de remuneração, prêmios, gratificações, entre outros requisitos obrigatoriamente.

Por ser uma profissão de risco, a entidade que contratar um profissional de rodeio também é obrigado a fazer um seguro de vida no caso de acidentes.

Se houver morte ou invalidez permanente, o valor da indenização deve ser, no mínimo, de R$ 100 mil.

A apólice de seguro também deve compreender o ressarcimento de todas as despesas médicas e hospitalares decorrentes de eventuais acidentes que o peão sofra no trabalho.

 O acidente

Webert Cordeiro foi pisoteado no peito após cair do touro enquanto se apresentava na exposição agropecuária.

Um vídeo divulgado pela Federação de Rodeio mostra que Webert ainda caminhou até a cerca, mas com dificuldade. Ele deu alguns passou e caiu.

Em seguida, as pessoas que estavam perto dele o seguraram e logo aparecem os profissionais da equipe médica.

A vítima morava em Água Boa (736 km da Capital) e morreu ainda na arena onde acontecia a apresentação.

Veja o vídeo do acidente:


Fonte: Mídia News
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario