Turistas europeus acusam agência em MT de aplicar golpe

Turistas europeus acusam agência em MT de aplicar golpe para viagens ao pantanalTrês turistas estrangeiros podem ter sido vítimas de um golpe aplicado por uma agência de turismo em Mato Grosso. A denúncia é do Sindicado dos Guias de Turismo (Singtur), que recebeu emails de um casal de belgas e uma turista francesa que haviam contratado o pacote de passeio pelo pantanal.

O casal – Lieve Maeckelbergh e Nancy Wittebols – é belga e, segundo a denúncia, havia contratado o pacote que incluía uma visita ao Parque Nacional das Emas, em Goiás, e o pantanal mato-grossense. Pelo pacote, pagaria USD 4 mil.  Desse total, USD 2.100 foram depositados em nome de Carlos Grandez Perrez, dono da agência Brazil Wildlife Expeditions, com sede na avenida Couto Magalhães, edifício Miguel e Rosa Baracat, 1.115, apartamento 301.

O site da empresa está desativado. O telefone fixo consta como impossibilitado de receber chamadas, assim como os telefones celulares.

A outra turista é a francesa Nataliya Burns, que também comprou um pacote para visitar o pantanal mato-grossense por USD 2.500, tendo efetuado o pagamento em duas parcelas. Depois, descobriu que o pacote havia sido cancelado pela mesma agência.

Segundo o presidente do Singtur, Hilson Cácio de Araújo, há informações de que o dono da agência de turismo, Carlos Grandez Perrez, está desaparecido. “No endereço citado como sede da empresa, não há ninguém”, diz. Ele não sabe dizer se os casos foram registrados em alguma delegacia de polícia.

O Singtur levou ao conhecimento da ouvidoria da Secretaria Adjunta de Turismo do Estado e pede a adoção de meios possíveis para inibir ou acabar com essa prática. Hilson Cácio também fala sobre pessoas que vem, para cá, para atuar como guia de turismo sem a formação profissional requerida. 


Fonte: Olha Direto
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario