Vereadora vai a delegacia e denúncia colega por agressão física

zaira.jpgA vereadora de Nobres, Zaira Valandro (PSDB), acusa o parlamentar Jarides Lojor Ribeiro (PR), o “Professor Magal’, de tê-la agredido fisicamente no início da tarde de quarta-feira (12), na Câmara Municipal de Nobres, após reunião no Legislativo Municipal. Ela registrou boletim de ocorrência contra o homem e afirmou que já vinha sendo alvo de constantes agressões verbais dele.

De acordo com a parlamentar, ela havia ido à secretaria da Câmara, para digitar um documento, enquanto os outros colegas de parlamento estavam em reunião no gabinete do presidente da Casa. Por volta do meio-dia, logo após concluir o texto no computador da instituição, ela relatou que foi ao encontro dos outros parlamentares, no gabinete, quando foi interpelada por Jarides Lojor Ribeiro.

“Ele disse que iria me proibir de entrar na secretaria da Câmara, porque lá havia diversos documentos confidenciais do grupo dele e que eu não poderia ficar entrando lá. Eu respondi que ele deveria guardar os documentos confidenciais em casa ou no gabinete dele”, contou.

Segundo a parlamentar, o colega teria chegado a tentar criar um projeto de Lei para impedi-la de ter acesso à Câmara da Instituição. Porém, a proposta não seguiu adiante.

Depois da discussão, ela contou que preferiu não permanecer no mesmo local que o vereador e seguiu para o seu gabinete. Porém, o parlamentar teria ido atrás dela. “Logo que eu entrei no meu gabinete, ele deu um solavanco no meu braço e disse que queria falar algo. Mas eu gritei e me afastei dele. Nisso, um colega dele se aproximou e o levou embora”, relatou.

Ela comentou que o parlamentar a puxou com tanta força que seu braço ficou marcado. Depois que o homem saiu de seu gabinete, a vereadora conta que saiu correndo em direção ao seu carro e foi prestar queixa contra o vereador.

Ela mencionou que já havia sido alvo de diversas agressões verbais do político. “Verbalmente, ele já havia me agredido muitas vezes, mas nunca havia encostado em mim”.

Conforme a parlamentar, o colega possui histórico de agressões verbais na Casa de Leis. “Ele é muito agressivo verbalmente. Ele é desequilibrado. Em janeiro, uma outra vereadora registrou também registrou boletim de ocorrência contra ele, por conta de agressão verbal”, revelou.

Após prestar queixa contra o vereador, ela foi a um médico do município e pediu para que o profissional atestasse a agressão física sofrida por ela. “O médico analisou o meu braço, porque aqui não temos profissionais para fazer o exame de corpo e delito. Ele me deu um atestado e explicou que eu realmente fui agredida”, comentou.

Na noite de quarta-feira, havia outra sessão na Câmara do Município. Zaira conta que teve de contar com a ajuda do marido para comparecer ao local. “Tive de ir acompanhada do meu marido. Tenho medo de que ele [o vereador Jarides Lojor Ribeiro] possa fazer alguma nova agressão futuramente”.
“Ele é muito exaltado sempre, nunca conversa sem gritar. 

Não sou médica para avaliar, mas ele está sempre estourado. As falas dele são sempre em excesso”, completou.

Ela pontuou que o caso repercutiu no Município e causou revolta em alguns moradores de Nobres. “É uma coisa que repercute na cidade. A população está muito revoltada. Um pouco já conhece ele sabe, sabe como ele é, sem controle. É vergonhoso, feio, humilhante”.

O caso será investigado pela Polícia Civil, que deve instaurar inquérito para apurar a suposta agressão sofrida pela parlamentar.

OUTRO LADO
 
A reportagem tentou entrar em contato com o vereador Jarides Lojor Ribeiro, no entanto não obteve retorno até a conclusão deste texto.

Fonte: Folha Max
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario