Prefeito de Rosário Oeste corta RGA e reduz salário de profissionais da educação; vereadores aprovaram

O prefeito de Rosário Oeste, João Balbino (PR), encaminhou para a câmara municipal duas mensagens, a nº 013/2017 e 014/2017, onde altera direitos constitucionais dos/as servidores/as, em especial, os do quadro da educação.

Em sessão realizada no dia 30/06 no plenário da câmara municipal, dez vereadores aprovaram o projeto do prefeito, apenas o vereador Marco Araujo (PSDB) foi contra.

Para a presidente da subsede do Sintep, no município, Miriam Botelho, a administração municipal está totalmente equivocada quando faz a alteração de direitos constitucionais dos/as servidores/as, em especial, os do quadro da educação. “Na primeira mensagem (013/2017), o prefeito retira dos trabalhadores/as da educação o direito garantido no artigo 37, inciso 10, da Constituição Federal, que é pagamento da Revisão Geral Anual (RGA). Na segunda, encaminha uma proposta que reduz o salários dos profissionais da educação, numa canetada, sem discussão com as partes envolvidas”, disse.

Os dirigentes buscaram os vereadores antes que as mensagens fossem colocadas na pauta, para que o presidente da Casa retorne com o projeto para o executivo. “Exigimos ser incluídos no pagamento da RGA, porque é um direito de todos os servidores, e mais, não aceitaremos alteração da carreira sem que ocorra discussão com a nossa participação”, avisa.
Segundo informações repassada ao sindicato já existe uma comissão para avaliar a lei de carreira da educação, porém composta apenas por pessoal do quadro administrativo da prefeitura, o que fere outra legislação do município.
Após a aprovação do projeto, profissionais da educação se mobilizaram em frente a câmara, aguardando a saída dos vereadores que se sentindo coagidos e ficaram trancados dentro da casa de leis do município.

Profissionais da educação já sinalizam para uma possível greve geral no município.

Da redação com informações do Sintep
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

1 comentários :

Anônimo disse...

Gente. o povo tem nas mãos a mudança mas tem medo do novo , medo de que o novo não vai dar certo e continua errando
Alguém deve esta ganhando alguma coisa com isso , o profissional da educação é a referencia para a sociedade .

Postar um comentário

Deixe seu Comentario