O crime pode ter motivação passional; diz delegado de Rosário Oeste

Nicolas Locatelli, o principal suspeito de matar a tiros o fisiculturista Marcos Vinícius Camargo, 22, na madrugada de domingo (9) está negociando, por meio do seu advogado, sua apresentação à Polícia Civil de Rosário Oeste (128 km ao Norte de Cuiabá). Ele deve comparecer na delegacia no final da tarde de segunda-feira (10).

As investigações do crime já estão avançadas, informou o delegado Henrique Trevissan à reportagem do Grupo Gazeta e, ao que tudo indica, teve motivação passional. Confirmou ainda que o advogado do suspeito já negociou a apresentação. 

Ele será ouvido e, em seguida, liberado. Não há flagrante. “Nesse caso, não há flagrante, já que o crime ocorreu na madrugada de domingo. Além disso, como ele deve se apresentar, não pode ser preso”, contou o delegado.

Se confirmada a autoria do crime, a polícia vai finalizar o inquérito e vai encaminhar à Justiça, sugerindo a prisão do suspeito. “Não é um crime que cairá na impunidade”.

Conforme o delegado, a investigação caminha para a motivação passional. “Os dois tiveram uma namorada em comum e isso gerou toda a situação. Mas, ainda vamos interroga-lo e saber se é essa linha mesmo”, destacou. 

O crime
Marcos estava com um amigo na boate Music Bar quando, por volta da 1h30, foi atingido por 7 tiros pelas costas. Ele não resistiu e morreu na hora. O suspeito do crime foi identificado por testemunhas, já que também é morador da região.

‘Nick’ Locatelli, morador da comunidade Raizama, estava em um Corolla prata e fugiu assim que cometeu o crime. Em rondas, a PM não localizou o suspeito. 

Durante os disparos, uma adolescente de 17 anos foi atingida por uma bala perdida no ombro e foi internada. Marcos era fisiculturista e carregava o título de campeão estadual em 2018. Amigos e familiares lamentaram a morte do jovem nas redes sociais.
Share on Google Plus

Assuntos Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu Comentario